Mais de 150 mil passageiros portugueses têm direito a compensações por voos cancelados ou atrasados desde maio de 2022

 

Depois de dois anos privados de viajar, os portugueses retomam agora as viagens que foram planeadas, mas que ficaram no papel. Com este retomar, é esperado que centenas de voos sejam cancelados ou sofram atrasos. Estas perturbações são o resultado de greves convocadas por diferentes companhias aéreas, do aumento da procura de voos e do aumento do tráfego aéreo. Segundo dados fornecidos pela AirHelp, a maior organização do mundo especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos.

Mais informações aquí.